Como se constrói um navio

A construção do navio começa com partes menores, as chapas e os perfis. As chapas são placas de aço com cerca de 12 m de altura por 3m de largura, e espessura mínima de 6mm. Na caldeiraria do estaleiro, são marcadas e cortadas em tamanhos e formatos já definidos em projeto. Os perfis, também em aço, são como vigas que são soldadas ás chapas e percorrem todas as suas dimensões para dar resistência.

Image title

Chapas e perfis são soldados e encaixados, formando um bloco, caixa que pesa entra 50 e 300 toneladas e tem varias funções. Por exemplo, se for um compartimento de carga, o bloco vai ser vazio. Se for um quarto ou uma cabine, terá um desenho mais sofisticado e receberá moveis e demais aparelhos, será composto de compartimentos e diversas paredes. As paredes do bloco têm espaços destinados á passagem de fios e tubulações.

Image title

Com cada bloco finalizado, a construção passa a ser como um jogo de montar. Os blocos são erguidos e alinhados com guindastes e, seguindo a planta do navio, são soldados uns nos outros. Para dar o acabamento, os pontos de solda são lixados e a estrutura é jateada com granalhas – bolinhas de aço que tiram as rugosidades da superfície. Por fim, o navio é revestido com tinta anticorrosão.

Image title

A ordem de montagem dos blocos depende da função. A casa de maquinas, por exemplo, costuma ficar na parte de trás do navio, assim, o eixo que liga o motor á hélice é menor, evitando vibrações indesejadas. Em cima dele fica a casaria, onde estão as cabines e salas de controle. Essa localização é estratégica: como em geral as cargas são retiradas por cima, a casaria fica ali para não atrapalhar o acesso dos guindastes aos porões de carga.

Image title

A parte elétrica funciona com geradores movidos a diesel e um complexo emaranhado de fios que alimentam sistemas de navegação, aquecimento, bombas e, no caso de navios multifuncionais, como os transatlânticos, até elevadores e piscinas aquecidas. Motores principais são movidos a um tipo de óleo combustível chamado bunker, um derivado de petróleo. Já embarcações menores são movidas a diesel.

Image title

Após a etapa de construção, o navio é lançado ao mar. Um das estratégias para botar o navio no mar é fazer um dique – uma piscina seca abaixo do nivel do mar. O navio é construído ali dentro e, quando fica pronto, valvular são abertas, a água do mar entra e o navio começa a flutuar. Ai é só abrir as comportas e a embarcação está pronta para sair navegando.

Image title

Para navios menores, é usado o método de “carreira”. O navio é construído sobre trilhos de aço, que acompanham seu tamanho e ficam em uma área inclinada próxima ao mar. A embarcação é presa por cabos de aço ou freios até ficar pronta. É quando soltam-se as amarras e ela escorrega para o mar.

Image title