Como se extrai petróleo no oceano

Antes de qualquer coisa é preciso descobrir onde está o petróleo. Para isso, existe a sísmica. Um navio percorre milhares de quilômetros rebocando cilindro com ar comprimido e dispara rajadas de tempos em tempos. É como uma explosão, que gera ondas sonoras que batem no solo e voltam.

Image title

Os hidrofones, rebocados pelo navio, recebem as ondas sonoras e as decodificam, transformando-as em imagens. São representações das camadas do solo. Através delas os especialistas descobrem se há petróleo incrustado entre as rochas e, se houver, onde está. Ai inicia o processor de perfuração do poço para atingir a camada onde o petróleo está

Image title

A perfuração começa com a instalação do BOP no poço. É um conjunto de válvulas para controle de pressão da perfuração e impedir que o óleo vaze. Quando a perfuração termina, o BOP é trocado por uma estrutura parecida com uma arvore de natal, que controla a extração.

Image title

Image title

No inicio são usadas brocas largas, com cerca de 20 polegadas (50cm) de diâmetro. Elas são de aço e, na ponta, têm pedacinhos de diamante. Elas são resfriadas por uma lama especial, que além de lubrificar, leva pedações de rocha para a superfície onde são analisadas.

Image title

As perfurações são interrompidas para troca de brocas ou injeção de cimento, que reveste o duto, sustentando as paredes do poço. Isso é feito assim: o cimento desce pelo tubo por onde passa a broca e sobe pelos vãos laterais, formando a parede. Em seguida, uma broca menor continua a perfuração.

Image title

No brasil, um grande campo de extração se encontra na camada do pré-sal. Para chegar lá, o desafio é atravessar a espessa camada de sal pastoso, que se movimenta e pode até tapar os poços. A saída é fazer uma perfuração horizontal. Assim, evita-se furar vários poços verticais para explorar todo o pré-sal, que tem aproximadamente 120 metros de espessura.

Image title

Quando se alcança o óleo, um minicanhão é usado para provocar um explosão entre as rochas. Em seguida, gases ou líquidos são injetados para abrir as fissuras formadas. É por essas fissuras que o petróleo e gás natural chegam ao poço. A partir dai, eles sobem graças á pressão do reservatório natural.

Image title

Para minimizar a diferença de temperatura entre o petróleo que sobe (63ºC) e a água do oceano (2ºC), o tubo flexível que liga o poço até a plataforma de produção tem revestimento térmico e temperatura controlada por fios elétricos e fibra óptica. Tudo isso para evitar que surjam coágulos, capazes de entupi a tubulação.

Image title

Antes de chegar ao continente, o petróleo é processado e armazenado em navios plataformas. Se a construção de oleodutos ligando essas embarcações ao continentes ficar cara demais, é provável que o transporte seja feito pelo próprio navio.

Image title

Modelos de plataformas usados para perfuração e extração de petróleo no fundo do oceano:

Image title